11.2.15

Resenha - Stiefcortil para Dermatite Atópica

Oooi!!

Para quem ainda não está por dentro do assunto, eu voltei a escrever no blog com intenção de ajudar pessoas que, assim como eu, têm dermatite atópica. Se você quer saber mais sobre isso, deixarei os links dos posts anteriores para ficar mais fácil.

O que é Dermatite Atópica: Clique aqui

Testei: 5 Cremes para Dermatite Atópica: Clique aqui

5 Dicas simples para quem tem Dermatite Atópica: Clique aqui


Bom, o primeiro produto que eu venho resenhar aqui para vocês é o Stiefcortil, um corticoide tópico de hidrocortisona 10mg/g que me acompanha já há muitos anos. Foi com ele que comecei o tratamento para dermatite atópica e, depois de testar tantos outros, eu sempre acabo voltando para ele. Isso acontece porque ele sempre me salva nas épocas de crises absurdas em poucos dias, sem coceira ou desconforto algum.



Já tentei testar o genérico dele como uma opção mais barata, mas não funcionou. Meu braço começou a arder logo quando passei o produto, além de uma coceira inacreditável, a ponto de eu ter deixado meu braço vermelho em poucos minutos. Passei somente uma segunda vez para ver se mudava algo e a sensação foi a mesma, portanto deixei de comprar o genérico.

Mesmo assim o custo benefício deste produto é bom, pois ele não é tão pequeno e eu só uso nas minhas crises bravas (já que é um corticoide). No começo do tratamento, é claro que eu não sabia das consequências de se usar muito corticoide, e foi assim que a minha pele ficou bem mais fina nas regiões em que apresento mais dermatite. Mas depois que adotei uma rotina (farei um post completinho sobre ela), eu quase nunca tenho que apelar para o Stiefcortil, e a minha pele já está quase 100%, nem dá para ver que já foi tão fina.

Mas voltando ao produto, o Stiefcortil possui três apresentações: creme, pomada e capilar.

A pomada costuma durar bem mais, mas faz uma meleca danada. Pra quem não gosta de se sentir melado, principalmente no calor que está fazendo, é melhor fugir dessa apresentação. O creme é bem mais sequinho, absorve rapidamente e quase que instantaneamente faz a coceira parar. Se eu passo de noite então, meu braço parece outro na manhã seguinte. O capilar eu nunca usei e também nunca vi nas farmácias, então não vou poder opinar.

Eu prefiro usar o creme e passo quando não consigo mais controlar a dermatite com hidratantes ou anti alérgicos, mas sempre tentando usar o menos possível. No primeiro dia eu passo de 2 a 3 vezes e no dia seguinte passo uma vez só, nunca esquecendo dos hidratantes. Geralmente depois de 2 dias as feridas e a inflamação acabaram.

Para quem não gosta, ou não tem paciência para ler a bula, deixarei um resuminho aqui:

INDICAÇÕES:  Para aliviar inflamações e coceiras nas dermatoses; Tratamento de eczema de contato, eczema atópico, eczema numular, eczema seborreico, líquen, disidrose, dermatites e picadas de insetos; pode ser usada em lesões em áreas delicadas como face e região de dobras; Capilar deve ser usado para o tratamento das dermatoses no couro cabeludo como psoríase, eczema seborreico e dermatite.

CONTRA-INDICAÇÕES: Não deve ser usado em infecções causadas por vírus, como varicela, herpes e vacínia e na presença de tuberculose cutânea. Pacientes com histórico de hipersensibilidade à hidrocortisona também devem evitar o uso.

ADVERTÊNCIAS: Pode ser usado em crianças, de uma a duas vezes ao dia. Grávidas e lactantes não devem usar em áreas muito grandes e nem muitas vezes, apesar de não haver nada comprovado em termos de reações adversas.

EFEITOS COLATERAIS: ardência, coceira, irritação, secura, foliculite, hipertricose, erupção acneiforme e hipopigmentação. Com terapia oclusiva podem ocorrer maceração da pele, infecção secundária, atrofia de pele, estria e miliária. Descontinuar se houver irritação e, quando houver infecção, administrar antifúngico ou antibacteriano adequado. Quando for usado em áreas muito extensas, deve ser usado com cautela por conta da possível absorção sistêmica.

POSOLOGIA: Utilizar nas áreas afetadas, depois de limpas, de 3 a 4 vezes ao dia, reduzindo gradativamente e descontinuando o uso se as feridas ou inflamação melhorarem. O capilar deve ser aplicado de manhã e à noite no início e, depois reduzir para um vez a cada dois dias. se as feridas ou a inflamação melhorarem.

SUPERDOSAGEM: Pode ocorrer quando aplicado em áreas extensas ou com terapia oclusiva, aumentando as chances de absorção sistêmica.

VALIDADE: O capilar e o creme são válidos por 36 meses e a pomada por 24 meses após a data de fabricação que estará na caixa. Além disso, devem ser mantidos em temperatura ambiente e longe da luz solar.

O preço dos produtos pode variar entre as farmácias e eu vou deixar aqui alguns que eu achei.

Ultrafarma: Pomada R$ 21,45
                     Creme R$ 19,49

DrogaRaia: Creme R$ 18,91

Drogasil: Creme R$ 18,34

Drogaria São Paulo: Pomada R$ 21,00
                                   

Preços pesquisados em 11/02/2015



É isso! Eu espero muito que o post tenha sido útil e, qualquer dúvida que vocês tenham, coloquem nos comentários que eu respondo! E se eu não souber responder a sua pergunta, eu vou pesquisar. 

Beijos e até o próximo post. =)

3 comentários:

  1. não conhecia o produto mais achei bem legal bom post :)
    beijos

    http://loucaapaixonada22.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tainara! Fico feliz que tenha gostado do post =) Muito obrigada!
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi! Eu também sofro com dermatite atópica, e apelo pra pomada Protopic. Você já usou?

    Pra mim, melhora logo na primeira aplicação, mas a pele coça muito logo depois que passo, e além disso o preço dela é bem mais salgado!
    Não conheço essa que você postou, vou pesquisar sobre ela!

    Alguma indicação p/ hidratantes? Já testei várias marcas, no momento estou usando Avene.

    ResponderExcluir